sábado, 31 de maio de 2014

O Contador de Histórias - Luiz Villaça

Anos 70. Aos 6 anos Roberto Carlos Ramos (Marco Ribeiro) foi escolhido por sua mãe (Jú Colombo) para ser interno em uma instituição oficial que, segundo apregoava a propaganda, visava a formação de crianças em médicos, advogados e engenheiros. Entretanto a realidade era bem diferente, o que fez com que Roberto aprendesse as regras de sobrevivência no local. Pouco depois de completar 7 anos ele é transferido, passando a conviver com crianças até 14 anos. Aos 13 anos, ainda analfabeto, Roberto tem contato com as drogas e já acumula mais de 100 tentativas de fuga. Considerado irrecuperável por muitos, Roberto recebe a visita da psicóloga francesa Margherit Duvas (Maria de Medeiros). Tratando-o com respeito, ela inicia o processo de recuperação e aprendizagem de Roberto.

Elenco: Maria de Medeiros, Marco Antonio Ribeiro, Teuda Bara, Chico Diaz...
Classificação: 12 Anos
Ano: 2009
Tempo: 1 Hora e 50 minutos.
Idioma: Português
Nota Pessoal: 5/5

O que achei do filme:
Roberto Carlos Ramos é um menino de 6 anos que mora numa favela de Belo Horizonte junto de sua mãe, sendo ele o caçula entre 10 irmãos.
Após a mãe de Roberto ter visto uma propaganda na televisão de uma instituição que abriga crianças carentes que saem de lá preparadas para se formarem em advocacia, medicina e engenharia, ela resolve mandá-lo para lá, um lugar mais conhecido como FEBEM.  
 

A FEBEM não era nada daquilo que foi informado na propaganda, portanto Roberto passa por momentos ruins e logo que completa 7 anos ele é transferido para um outro quarto que abriga meninos de 14 anos. 
No inicio tem dificuldades para interagir com outros meninos, entretanto Roberto começa a aprender palavrões e se comportar de uma maneira indecente.
Com 13 anos de idade, ainda analfabeto, Roberto caí no mundo das drogas e grande parte das vezes foge, acumulando mais de 100 fugas. Junto de seus amigos ele vai para o centro da cidade e começa a roubar joias.

Roberto se torna um caso perdido e irrecuperável aos olhos das pessoas, mas a psicóloga francesa Margherit Duvas se diferencia ao pensar em ajudar o menino ouvindo sua verdadeira história de como foi parar na FEBEM, descobrindo que Roberto tem um grande dom em contar histórias.


Foi uma grande surpresa ter assistido O Contador de Histórias, pois estava a procura de um bom drama para ver e eis que me surge esse filme maravilhoso.
Não conhecia a história do Roberto Carlos Ramos, mas me surpreendi com a reviravolta que aconteceu em sua vida. Assim que terminei de assistir o filme, resolvi pesquisar mais sobre a vida do Roberto, entretanto encontrei uma entrevista no programa do Jô Soares onde ele conta as aventuras que viveu na febem.

O trailer foi o principal motivo por eu ter assistido o filme, fiquei muito curiosa com o enredo que ele nos mostra e logo no inicio do filme me senti presa na história cativante. O filme daria um ótimo livro, tanto que não sei o porquê não escreveram ainda um livro (Triste).
A Maria de Medeiros é uma ótima atriz, esse foi o primeiro filme que assisti onde ela atua, mas já quero muito assistir o longa "Repare Bem" que é o primeiro filme dirigido por ela.
Mesmo sendo um garoto irrecuperável na infância, fiquei fascinada com a imaginação e o otimismo do Roberto, uma imaginação sensível para uma criança que sofreu tantos traumas.
Recomendo para aqueles que vão assistir o filme pesquisarem depois através de entrevistas a vida contada pelo próprio contador de histórias.

Um filme encantador que mostra o verdadeiro significado de viver, trazendo a todos uma lição de vida inesquecível.
Recomendadíssimo!
Trailer:

1 Assuntos:

Alessandra Salvia disse...

Fiquei curiosa! Vou assistir! Adorei seu blog, comecei a te seguir!
Beijos
http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

Postar um comentário