sábado, 18 de maio de 2013

O Sobrado da Rua Velha - Jeremias Soares

O Sobrado da Rua Velha
O SOBRADO DA RUA VELHA conta a história da aparentemente perfeita família Selbach, que apresenta na sua estrutura graves problemas que são muito bem escondidos. Joel é o sujeito casado com uma celebridade que está prestes a explodir por causa do stress da cidade grande. Cristina é a mulher amada pela mídia que sofre as consequências de um grande trauma. Pedro, um dos filhos do casal, é um garoto emocionalmente frágil... Desejando acabar com esta situação, Joel resolve se mudar com a família para uma antiga casa localizada em um ponto escondido da região metropolitana de Porto Alegre. A tal propriedade, herança de família, foi restaurada e modernizada, tornando-se um lugar repleto de confortos que uma família da classe alta necessita. No entanto, existem marcas que nem a melhor das reformas é capaz de remover. Acomodados na “casa dos sonhos”, os Selbachs acabam presenciando uma sequência de fenômenos inexplicáveis e assustadores. Fantasmas? Não, o problema no sobrado é muito mais complexo. Muito mais perigoso.

Páginas: 252
Editora: Multifoco
Avaliação: 4/5



O Que Achei do Livro:
Joel Selbach está prestes a se mudar com sua família para um sobrado em Canoas, onde morava sua falecida irmã. Ele quer começar uma vida tranquila ao lado de sua esposa, seus três filhos e o sobrinho. O principal motivo da mudança é um trauma que sua esposa Cristina sofreu após ter sido sequestrada, algo que deixou marcas profundas em sua vida que apenas ela sabe do que passou em um cativeiro sem ter para onde fugir.

Cinara Selbach morreu em um acidente de carro junto do marido e o filho mais velho, enquanto o único sobrevivente foi seu filho mais novo Samuel, o qual passou a morar junto com o tio Joel logo após o acidente. 
Assim que Joel se muda para o sobrado, coisas estranhas começam a acontecer com seus filhos e seu sobrinho, mas para ele isso não passa de mais uma invenção da cabeça das crianças.
"Sempre antes de dormir, Joel sentia um leve desconforto. Nunca o considerou importante, pois achava normal que uma pessoa estranhasse a mudança do local onde passava as noites. No entanto, o desconforto sempre voltava quando ele apagava as luzes e a grande casa ficava totalmente às escuras".

A cada dia o sobrado vai ficando cada vez mais assustador, barulhos estranhos começam a surgir, vozes, vultos... Todos ficam desconfortáveis na casa, exceto Joel que insiste que lá é o lugar perfeito para ficar mais junto de seus filhos e sua esposa. 
Mal sabe Joel que esse antigo sobrado guarda um grande mistério assustador. Seus problemas estão recém começando...


O Sobrado da Rua Velha foi um dos melhores livros que li até agora. Sou apaixonada por livros de terror e a maioria dos livros desse gênero que li não chegaram nem perto desse.
Quando comecei a ler já me senti prendida na história, gostei muito do começo e principalmente da escrita do Jeremias. 

Não consegui ler o livro de noite (Isso que eu nem sou tão medrosa), a primeira vez que peguei ele para ler a noite, não consegui nem ler 2 páginas que já ficava assustada olhando para os lados morrendo de medo.
O pior de tudo é que teve um dia que fiquei sozinha em casa lendo até que em uma das partes mais assustadoras da história, o copo que estava logo ao meu lado cai do nada e se quebra. Já imaginaram como eu fiquei né? Sim, fiquei um pouquinho traumática, isso gerou uns 3 dias de medo sem voltar a lê-lo. Sendo assim, depois de 3 dias resolvi ler sempre com alguém dentro de casa hahaha.

Gostei da capa, a narrativa envolvente, e amei a história do inicio ao fim. O único probleminha é que achei algumas partes muito doentias da parte do Joel, as vezes eu sentia vontade de entrar no livro e bater nele (UFC).
Com certeza esse livro vai entrar para o top 10 de melhores livros que li este ano, a vaga dele já está garantida.

Agradeço ao autor parceiro Jeremias Soares por ter me mandado esse livro surpreendente para resenha.
Recomendadíssimo!

Trechos do livro:
“Loucura? Pode ser que sim! Sua mente estava ficando seriamente doente. Nunca imaginou que uma alucinação pudesse parecer tão real... Aliás, aquilo foi real".

"Após aguardar um pouco, irão surgir imagens estranhas no reflexo. Se prestar atenção, perceberá que são espíritos".

"À noite, enquanto dormimos, dá para notar com mais facilidade... Como se fosse unhas de gato arranhando a porta do roupeiro por dentro".

0 Assuntos:

Postar um comentário