terça-feira, 14 de junho de 2011

A Última Música - Nicholas Sparks


Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte. O pai de Ronnie, ex-pianista, vive uma vida tranquila na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida. Uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão – o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão – A ULTIMA MÚSICA demonstra, como só Nicholas Sparks consegue, as várias maneiras que o amor é capaz de partir e curar seu coração. 
Páginas: 383
Editora: Novo Conceito
Avaliação: 5/5


O Que Achei do Livro: Lindo do começo ao fim...
Ronnie é uma jovem de 17 anos que tem pais se divorciados á 3 anos e Ronnie culpa seu pai pelo divorcio e nesses três anos resolve não o ver mais.

Nesses 3 anos de divorcio Ronnie e Jonah, seu irmão de 10 anos, vão morar com a mãe em Nova York, enquanto Steve (o pai de Ronnie e Jonah) vai morar na Carolina do Norte sozinho. Culpando o pai pelo divorcio, Ronnie se torna uma garota rebelde que só usa roupas pretas, faz mechas roxas no cabelo e começa a aprontar para o desespero de sua mãe. Quando chega as férias Ronnie e Jonah vão para a Carolina do Norte para ficar com Steve.

Chegando na Carolina do Norte, Ronnie já vê Steve tocando piano, uma das coisas que agora ela odeia. Quando criança ela amava piano e tocava as notas melhor que seu próprio pai, mas agora ela faz com que seu pai acabe separando o piano dela.

Cansada de ficar junto com seu pai, Ronnie decide viajar para Nova York e deixar seu irmão junto com Steve, como Jonah o ama tanto. Mas no meio desses pensamentos Ronnie acaba esbarrando em Will, um dos melhores jogadores de vôlei da cidade. Ela passa o maior tempo das férias com Will e os dois começam a ter um lindo romance de verão.
"Às vezes é preciso se afastar das pessoas que você ama, mas isso não quer dizer que você os ama menos, às vezes, você os ama ainda mais..."

Ronnie começa a amadurecer e nos seus 18 anos descobre algo horrível, onde o único caminho é a Música e dizer tudo aquilo que ainda não disse ao seu pai "Que o ama".


Entre os dois outros livros que li do Nicholas, esse foi um dos mais emocionantes.
Me emocionei bastante vendo o filme e agora lendo esse livro maravilhoso. Me dei conta que eu era uma menina parecida com Ronnie, Mas que aos pouco vai amadurecendo e começa a saber usar a palavra perdão.
Lendo o livro era tão difícil de saber que como uma garota rebelde como Ronnie tinha um coração tão grande.
Um dos meus personagens favoritos foi Jonah, chorei muito no livro quando ele soube do acontecimento...
Dessa vez o Nicholas Sparks foi longe com esse livro e escolheu as pessoas certas para serem os personagens.
Dica: Para quem ainda não viu o filme (que é difícil), Recomendo para que leie o livro primeiro.
Agradeço a editora parceira Novo Conceito por ter me mandado esse livro para resenha.
Recomendadíssimo!

Frases do livro:
"A presença de Deus está em todo lugar, em todos os momentos, e é sentida, em um 
momento ou outro, por todas as pessoas"

"Ando na praia... para conversar com Deus... Não se esqueça de que Deus é seu amigo e, assim como todos os seus amigos, Ele quer saber o que está acontecendo em nossa vida."

Trailer do filme:

11 Assuntos:

Salomé Fernandes disse...

Eu também achei o melhor livro do Nicholas, chorei horrores. E nas partes de Jonah sempre me deixavam emotiva. O livro entrou na lista dos melhores... e apesar de o filme não ser tão bom, não apaga o brilho de uma bela estória ;)
Beijos;*
Delírios de Salomé
http://deliriosdesalome.blogspot.com/

Julia G disse...

Adorei esse livro, chorei muito, mas valeu a pena.

Adorei o blog também, já virei seguidora!

Beijos
http://conjuntodaobra.blogspot.com/

Ana Ferreira disse...

Lariissa,
Gostei bastante de A Última Música e confesso que também chorei com o desfecho emocionante, mas além disso, tenho que admitir que não virei fã de Sparks, mesmo depois das tantas boas alusões feitas ao autor.

Beijinhos,
Ana - Na Parede do Quarto

Carissinha disse...

Morro de vontade de ler esse livro.
Está na minha lista.

Adorei o blog.

Seguindo.

Beijos!!

Arte Around The World

Glaucea Vaccari disse...

Não é o meu livro preferido do Nicholas, mas realmente é muito lindo e emocionante.
O filme eu não gostei muito não.
Bjo

Nathália Risso disse...

Oi Lari :)
Adorei sua resenha! Já vi o filme e me emocionei demais, mas ainda não li o livro! Pretendo ler agora :)
Obrigada pela visita e pelo comentário!
Tem post novo no blog: Resenha de Doença e Cura! Passa lá :)
Tá rolando duas promoções no blog: O Amor Está no Ar! e Da Estante Para Sua TV! Participe :)
Beijos, Nath
@brgnat
Books In Wonderland - http://booksinwonderland.blogspot.com

Aline Coelho disse...

Resenhamos o mesmo livro =)
Adorei sua resenha.
bjos

Vivi disse...

AMO livros do Sparks, mas este sem dúvida esta entre meus favoritos. O Jonah me fez chorar horrores tanto no filme, quanto no livro. Simplesmente maravilhoso.

Beijocas
Vivi - FL&S

Kézia Lôbo disse...

Vou começar a ler...super curiosa para saber como é que é... olhei o filme e adorei!

Luana Farias disse...

Eu vi o filme o que é bem ruim pq quando ler o livro vai estragar um pouco, mas tomara que não seja muito, enfim eu quero demais.

Bjs

Ademilson disse...

Noossa eu vi o filme e já chorei litros, imagino no livro... Com certeza eu vou comprar ele.

Postar um comentário