quarta-feira, 4 de maio de 2011

Parceria com o autor Daniel de Carvalho + Entrevista

Ontem veio os livros "Aconteceu no século vinte", "Duas Vidas", "Vila Citrus", "Os Preconceituosos" em parceria com o autor Daniel de Carvalho. Vamos conhecer mais sobre ele e suas obras.
O autor:
Daniel de Carvalho

Daniel José de Carvalho, Administrador de Empresas, nasceu na cidade de São Paulo, em 13 de novembro de 1937. Viajou diversas vezes a trabalho, permanecendo longas temporadas em diversos países da Europa, Ásia, África, América do Norte, América Central e América do Sul. Essas viagens lhe deram a oportunidade de conviver com muitas famílias e pessoas de outras culturas, enriquecendo seu conhecimento da natureza humana e ajudando-o na composição dos personagens de seus romances. Atualmente, vive em Piracicaba, SP, com sua esposa, Neusa Inácio de Carvalho, com quem é casado há cinquenta anos.

Seus Livros:
Duas Vidas
Páginas: 386
Editora: Baraúna
Dois seres de outra dimensão recebem a incumbência de corrigir uma anomalia que provocara o nascimento de dois humanos com essências trocadas. A perspicácia do leitor será testada o tempo todo, enquanto busca identificar quais, dos diversos personagens, são os seres que vieram de outra dimensão e os humanos que estão com as essências trocadas.

Vila Citrus
Páginas: 311
Editora: Baraúna
Um feiticeiro aterroriza a vida dos habitantes de Vila Citrus, ameaçando roubar a alma de quem o afrontar. Ademais, uma corja de malfeitores domina a cidade, e uma seita satânica elimina suas vítimas em rituais macabros. É esse o cenário que Godofredo vai enfrentar em Vila Citrus, tornando-se vítima de chantagens, passando por todo o tipo de privações. Até que surge um estranho forasteiro que pode mudar completamente a trama....

Os Preconceituosos
Páginas: 306
Editora: Baraúna
Em Os Preconceituosos, o leitor é, constantemente, desafiado a refletir sobre os preconceitos, o determinismo e o livre-arbítrio presentes na vida de cada um. A história é conduzida por Desidério, escritor que entra em contato com seus personagens e, a partir disso, vive situações insólitas. Ao mesmo tempo, o leitor vai acompanhar a vida de dois casais que se amam; contudo, devido a preconceitos, têm dificuldades para chegarem a um final feliz. E vai conhecer, ainda, as histórias de Mônica, bailarina e prostituta; de Demétrius, um inimigo da prostituição; da beata Glória, que não tolera o ateísmo; e de Bento, um jovem negro e suas ligações com Moçambique.

Aconteceu no século vinte
Aconteceu no Século Vinte
Páginas: 714
Editora: Baraúna
Um acidente aéreo muda radicalmente a vida de Tornelli, um jovem bem-nascido que, de repente, vê-se desamparado e na miséria. Ele chega ao fundo do poço, levado pelo álcool e pelas drogas. Sua busca por superação é entrelaçada à história de Jeremias, que relembra a romântica Paulicéia das décadas de 40 e 50, do século XX, e à história de Ramalho, que vai lecionar em uma aldeia, nas selvas do Acre, sem saber das aventuras e surpresas que lhe esperam.

Para conhecer mais sobre os livros entre no site do autor http://www.danieldecarvalho.ato.br/default.asp

Entrevista com o autor
1- Quando começou sua paixão por livros?
Logo depois que nasci! Uma das primeiras imagens de que tenho lembrança de ter visto em minha vida, é a imagem da estante de livros de meu pai. Eu sentia grande atração por aquela variedade de lombadas de livros de diversos tamanhos, espessuras e cores. Quando ainda pequeno, minha mãe costumava ler, para mim, livros de histórias e de fábulas, ao mesmo tempo em que me explicava as ilustrações. Depois que aprendi a ler, comecei a devorar romances de aventuras. Mais tarde, quando fiz o colegial (atual segundo grau), interessei-me pelas aulas de literatura e, então, tive a oportunidade de conhecer alguns clássicos da literatura nacional e estrangeira. Toda essa experiência formou em mim a paixão que sempre tive pela leitura.

2- Porque você decidiu escrever um livro?
Assim como sempre gostei de ler, também sempre gostei de contar histórias que eu mesmo inventava. As crianças em geral adoravam ouvi-las. Mas nuca me ocorreu a ideia de escrevê-las, até que, numa madrugada de 2006, vieram a minha mente uma multidão de lembranças, como se fossem um resumo de tudo que eu já havia lido e vivenciado até então. Pela manhã, pus-me a anotá-las. Estava nascendo o meu primeiro romance “Aconteceu no Século Vinte”.

3- Me diga 3 escritores que você se inspirou quando começou a escrever:
Sem dúvida, Sidney Sheldon. Procuro escrever meus romances da forma simples, clara e incitante como Sheldon.
Monteiro Lobato causou enorme impressão em minha mente com suas histórias e seu modo de escrever voltados mais para crianças. Em meus romances, que são voltados mais para adultos, nunca deixo de acrescentar um tempero infantil.
Edgard Rice Burrouhgs, que criou o personagem Tarzan, escrevia de tal forma que era impossível, para mim, parar de ler. Quando escrevo, procuro prender a atenção do leitor, da forma como fazia Burrouhgs.

4- Qual a dica que você dá para as pessoas que querem escrever um livro?
Primeiro, fazer um exercício de “Conhece-te a ti mesmo”, perguntando-se por que quer escrever um livro. Se for apenas para ficar famoso ou ganhar dinheiro, aconselho a procurar outra ocupação. Mas se for pelo prazer de escrever, então sugiro ler muitas obras de ficção e estudar gramática e literatura. E o principal: escrever com amor e entusiasmo, procurando sempre a perfeição.

5- Já está pensando no próximo livro?
Já estou escrevendo meu sexto romance que terá o título de “O Despertar de uma Cidade”.
Trata-se de um grande amor, iniciado em 1895, entre um jovem paulistano e Elizabeth, uma jovem inglesa que vem a São Paulo com sua família. O pai de Elizabeth fora contratado para trabalhar na São Paulo Railway, na construção da Estação da Luz que se tornou um dos símbolos da cidade. O romance é ambientado na São Paulo antiga e nos costumes da época.

6- Qual o personagem que você mais se identifica em um dos seus livros?
Os protagonistas de minhas histórias são, em geral, personagens que lutam bravamente para superar alguma dificuldade. Sempre admirei as pessoas reais que lutam, e que vencem. Dessa forma, identifico-me mais com os protagonistas, mas sempre dou muita atenção à criação de todos os outros personagens.

7- Qual as dificuldades que você teve em procurar uma editora?
Existem dois tipos básicos de editoras: aquelas que assumem o risco do empreendimento de lançar um livro, arcando elas próprias com as despesas, e aquelas que publicam o livro ficando as despesas e os riscos por conta do autor.
Para um autor novato, é muito difícil publicar um livro numa editora do primeiro tipo, pois essas editoras recebem centenas de textos nacionais para análise. Além disso, é mais garantido para elas investir numa obra de autor já consagrado, ou no lançamento de uma obra estrangeira que já tenha sido sucesso.
Então, fiz como muitos autores têm feito: publico meus livros em uma editora do segundo tipo.

8- Qual o primeiro livro que você escreveu? e qual foi a maior dificuldade?
O primeiro livro foi o “Aconteceu no Século Vinte”, publicado pela Editora Baraúna em 2007.
A maior complexidade, nesse romance, foi montar um cronograma minucioso das diversas ações as quais ocorriam em diferentes épocas do século vinte, de forma a não haver incoerências na linha do tempo.

9- Quais são seus planos para o futuro?
Primeiro, terminar o “Despertar de Uma Cidade” para publicá-lo ainda neste ano de 2011.
Depois disso, devo iniciar um dos três romances cujas sinopses já estão prontas: Tim Atlas, Sombras na Parede e O Adulto e a Criança.

10- Obrigada por aceitar a entrevista.
Eu que agradeço a você, Larissa, por esta oportunidade.
Terei grande satisfação em conhecer sua opinião, e dos seguidores do ASSUNTOS SOBRE LIVROS, a respeito dos meus romances. Pois toda opinião, seja favorável ou desfavorável, é sempre de inestimável valor para quem escreve.

3 Assuntos:

Aline Gasparini disse...

Ah, parabéns pela parceria ;*
Realmente os livros do Daniel de Carvalho parece serem bem interessantes, vou aguardar as resenhas xD

Beijos&beijos
Book is life

Gabi Lima disse...

Olá!
Parabéns pela parceria. xD
Não conhecia esse autor, mas achei as histórias dos livros interessantes.
Dos autores preferido dele eu nunca li nenhum, acredita? rsrs

Bjss*
Gabi Lima
http://livrofilmeecia.blogspot.com

Larissa disse...

Aline- Obrigada =)

Gabi- Obrigada. Eu também nunca li nenhum livro dos autores preferidos do Daniel =/

Postar um comentário